Menu Lange
Menu Direita

Faxinal dos Guedes registra 170 focos do mosquito da dengue

Natan Lucas Canal | Comunidade | 08/09/2021 18:30
Faxinal dos Guedes registra 170 focos do mosquito da dengue
Compartilhar no Whatsapp
Visualizações: 955

A dengue não tem uma relação direta com o coronavírus, mas a existência de duas epidemias em paralelo é preocupante, já que foram registrados mais casos de doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti, como dengue, zika e chikungunya em todo país.

Desde o início do ano, a Secretaria Municipal de Saúde, de Faxinal dos Guedes, está intensificando o trabalho de combate aos possíveis criadouros do mosquito da dengue por meio de orientação, prevenção e monitoramento.
O maior problema está na facilidade que o mosquito Aedes aegypti encontra para se proliferar na região.
Nesta quarta-feira (09) conforme Secretaria de Saúde de Faxinal dos Guedes foram confirmados 170 focos do mosquito. Não há casos suspeitos da doença.

Vale ressaltar que a dengue é uma doença que provoca inflamações e muito desconforto e, em quadros mais graves, pode levar o paciente à morte.

A medida mais importante para a população é a conscientização e os pequenos cuidados que podem ajudar bastante

Alguns pequenos cuidados que se devem ter:
– Elimine água parada de todos os recipientes
– Evite usar pratos nos vasos de plantas. Se usá-los, coloque areia até a borda
– Trate a água da piscina com cloro e limpe-a uma vez por semana
– Mantenha ralos fechados e desentupidos
– Lave recipientes com depósito de água, como potes de comida e água dos animais, com escova ou esponja e detergente, no mínimo uma vez por semana
– Guarde garrafas com o gargalo virado para baixo
– Mantenha lixeiras tampadas
– Deixe os depósitos d’água sempre vedados, sem qualquer abertura, principalmente as caixas d’água
– Retire a água acumulada em lajes
– Dê descarga, no mínimo uma vez por semana, em banheiros pouco usados
– Mantenha fechada a tampa do vaso sanitário
– Evite acumular entulho, pois ele pode se tornar local de foco do mosquito da dengue.

Deixe seu comentário

Acesse nosso grupo de notícias