Menu Lange
Menu Direita

Conselho Tutelar de Faxinal dos Guedes se pronuncia sobre aluno que levou facas à escola

Natan Lucas Canal | Comunidade | 22/06/2022 15:55
Conselho Tutelar de Faxinal dos Guedes se pronuncia sobre aluno que levou facas à escola
Compartilhar no Whatsapp
Visualizações: 6553

Na terça-feira (21), um aluno de nove anos teria levado uma faca para uma escola de Faxinal dos Guedes, com o intuito de brigar com um colega, a briga em si não aconteceu. A Polícia Militar foi acionada e recolheu a arma branca, no entanto, a situação deixou os pais preocupados.

Em contato com o Conselho Tutelar, o orgão enviou um pronunciamento sobre a situação.

Confira na íntegra:

“O colegiado do Conselho Tutelar de Faxinal dos Guedes vem por meio desta nota, esclarecer ao que tem sido vinculado em alguns meios de comunicação sobre a situação ocorrida em uma escola do município.

No dia 21/06/22 este órgão recebeu algumas mensagens via WhatsApp da escola, pedindo em nome da polícia para o comparecimento deste órgão, pois no momento a polícia já se fazia presente no local; então foi feito algumas perguntas a pessoa que estava respondendo da escola, se os pais já tinham sido avisados relataram que sim e os mesmo estavam presentes,

Nesse caso foi orientado que estava correto, pois os pais são os responsáveis legais pela criança ou adolescente e os responsáveis legais estando presente não necessariamente necessita a presença deste órgão naquele momento, ademais a escola que é responsável enquanto os alunos estão no ambiente escolar e melhor ainda estava a responsável legal desta criança também.

Tendo em vista que o órgão Conselho Tutelar é responsável pela aplicação de medida de proteção, assim sendo, após o desenrolar dessa situação ainda pela manhã atendemos a mãe desta criança na sede do Conselho Tutelar e foram aplicadas as medidas cabíveis conforme prevê a LEI 8.069/90.

Lembrando que ato infracional cometido na escola ou em qualquer ambiente compete a polícia a intervenção, fato este que aconteceu de forma correta, onde a escola acionou a mesma, que cumpriu com o seu papel.

É dever da família, da comunidade, da sociedade em geral e do poder público assegurar com absoluta prioridade a efetivação dos direitos referentes à vida, à saúde, à alimentação, à
educação, ao transporte , ao lazer, à profissionalização, à cultura, à dignidade, ao respeito, à liberdade e a convivência familiar e comunitária (Art. 4º da lei federal 8.069/90 do ECA).

Estamos à disposição para quaisquer esclarecimentos, mas por favor não julguem sem conhecimento de causa. Agradecemos aos meios de comunicação que antes de publicar qualquer matéria realizaram contato conosco para saber o que de fato ocorreu.”

Deixe seu comentário

Acesse nosso grupo de notícias