Casal de Vargeão acompanha as sessões da Câmara de Vereadores há quase 20 anos

10 de setembro de 2019 11:01 | Visualizações: 257
Assessoria , Comunidade , Variedades Compartilhar no Whatsapp
Casal de Vargeão acompanha as sessões da Câmara de Vereadores há quase 20 anos Fotos: Assessoria

Todas as segundas-feiras, minutos antes da sessão começar, pontualmente seu Itacir e dona Zulmira Danilli Felipe, chegam para acompanhar a sessão da Câmara de Vereadores de Vargeão.

Conhecido dos vereadores e colaboradores da Casa, o casal não perde uma reunião.

Itacir e a esposa moram em Vargeão desde a década de 60 e conta que sempre esteve envolvido no desenvolvimento do município.

– Sempre gostei de política e de participar. Fui um dos cinco primeiros funcionários da prefeitura, e fui um dos que ajudou a escolher o dia da instalação oficial do município, em 21 de abril de 1964, para não precisar fazer mais um feriado – conta.

Convidado pelo prefeito e seu sogro, Mamante Danielli, Itacir foi o primeiro tratorista e patroleiro do município, e segundo ele, repassou a função a muitos colaboradores que vieram na sequência.

– O único que sabia trabalhar com máquina era eu, então comecei a trabalhar para o município. Praticamente abri todas as ruas. Era uma festa na época. Sempre bem recebidos nas comunidades, os moradores achavam interessante o trabalho, paravam para acompanhar, era um bom tempo – lembra.

A assiduidade aumentou quando Itacir se aposentou e em 2001, ganhou a companhia da esposa. Desde então, dificilmente perdem uma sessão.

– Desde o começo acompanhava as sessões, para estar por dentro dos trabalhos. Quando trabalhava não conseguia vir sempre, agora aposentado dificilmente perco uma reunião. A Câmara de Vargeão sempre foi um local de luta pelo município. Sem brigas, poucas vezes houve divergências – diz.

Zulmira compara as sessões a uma novela, em que todos os capítulos são importantes.

– É como assistir uma novela, se perde um capitulo perde a graça, mesma coisa é com a Câmara. Quando entram em recesso você não faz ideia da falta que faz.  Sempre estamos aqui, acompanhando, só não viemos quando estamos viajando, ou tem algum problema de saúde, os vereadores até já sabem  – completa.

 


Por: Alessandra Bagattini

Deixe seu comentário

Saiba Mais