Menu Lange
Menu Direita

Você é meia boca?

Michelle Sofiatti – Personal Branding | Michelle Sofiatti - Personal Branding | 14/11/2020 17:05
Você é meia boca?
Compartilhar no Whatsapp
Visualizações: 3610

O problema é que as pessoas acham que tem q ter vontade para fazer as coisas. Não espere ter vontade para fazer aquilo que deve ser feito. Se for esperar ter vontade para ir para academia, para estudar, para ler, você nunca vai fazer. Nosso cérebro busca recompensas imediatas e por isso está sempre em busca de prazeres momentâneos. O segredo é ter consistência todos os dias. Cada dia fazer um pouco. Temos que lutar contra nossas vontades imediatas. O que determina o sucesso de qualquer dimensão da sua vida, é a consistência e não a intensidade!

As grandes realizações acontecem com pequenas atitudes. O problema é que muitos acham que tudo tem que ser através de atalhos, do caminho mais fácil. É como alguém martelando uma rocha talvez 100 vezes, sem que uma única rachadura apareça. Mas na centésima primeira martelada a pedra se abre em duas, e eu sei que não foi aquela que conseguiu isso, mas todas as que vieram antes. É a persistência, o porquê por trás de tudo isso. Se você for decidir fazer algo, faça bem feito. Não seja meia boca, pare de fazer o mínimo necessário, faça o melhor na condição que você tem, porque se você faz tudo meia boca, você tá vivendo uma vida meia boca. Cada dia que você viveu meia boca, foi um dia que você deixou de dar o seu melhor.

O que você tem que se perguntar é: O que eu estou fazendo hoje, me aproxima ou me distância da onde eu quero chegar? Não são as respostas que mudam o mundo, mas as perguntas certas. O segredo é fazer aquilo que você não gosta, para ter o resultado que você almeja. Se você é a pessoa que acorda esperando a vida acabar, esperando a sexta feira, esperando voltar para cama, você é um morto vivo. A vida é um passeio, deve ser saboreada, apreciada. É diferente você estar com alguém do que conversar e ouvir essa pessoa. Ouve mais, aproveita mais! Preste atenção nos detalhes, eles são os que nos aproximam ou nos distanciam das pessoas.

O maior bem que temos é um ao outro, se engrandecer com o outro. Viver meia boca é tão meia boca. Sejamos foda! Para que possamos ter mais sinergia e troca de informações, te convido a me acompanhar nas redes sociais, aonde divido dicas diárias sobre desenvolvimento pessoal, midset e construção de uma marca pessoal:

Telegram:

Instagram:

YouTube:

Deixe seu comentário

Acesse nosso grupo de notícias