Menu Lange
Menu Direita

O que uma ostra machucada é capaz de produzir?

Michelle Sofiatti – Personal Branding | Michelle Sofiatti - Personal Branding | 02/05/2021 13:36
O que uma ostra machucada é capaz de produzir? Foto: Divulgação
Compartilhar no Whatsapp
Visualizações: 2134

Você sabe como uma pérola é formada? Bem, o meu intuito aqui não é técnico, mas eu quero fazer uma breve explicação de como esse fenômeno natural acontece, para realizar uma analogia com as nossas vidas. As ostras, de um modo geral, ficam bastante tempo com suas conchas abertas, mesmo com a possibilidade real de a qualquer momento algum grão de areia entre na sua carne frágil e cause uma dor imensa, dor esta que faz com que ela gere um mecanismo de defesa, criando uma pérola para sarar o desconforto gerado pelo corpo estranho.

Quando nós como pessoas, nos mantemos abertos para novas experiências, novos desfrutes, novos trabalhos, novas pessoas, é quase que inevitável que não ocorra alguma decepção. Para não termos decepções nenhuma, só se ficarmos fechados para tudo. Pois tudo na vida tem os dois lados, e quando a gente se permite viver algo novo, muitas vezes tem o lado sombra disso. Mas o que fará a diferença, é a maneira que nós vamos reagir diante disso. Nós crescemos ou pelo amor ou pela dor. Uma ostra que não foi ferida não produz pérolas. As pérolas das ostras são os resultados da entrada de uma substância indesejável no seu interior. Ou seja, as pérolas são produtos da dor. Uma ostra que não foi ferida jamais poderá produzir pérolas, pois a pérola é uma ferida cicatrizada. E é você quem decide, se vai deixar a ferida aberta te machucando, ou vai sará-la.

Se você parar para analisar, vai perceber que as pérolas são um dos itens mais cobiçados e valiosos das joalherias do mundo todo. E você sabe o porquê? Porque o fenômeno para produzir uma pérola é raro, acontecendo, na natureza, em apenas um em cada 10 000 ostras, onde somente 2% das pérolas são redondas, e o tempo médio de maturação de uma pérola é de três anos. Após feridas, elas se fecham para se “curar”, e a gente deveria fazer isso também. Quando algo não sai como planejado, o ideal seria que tivéssemos o nosso tempo, parássemos e voltássemos para o nosso interior. A pérola natural é mais valiosa do que a versão de criação, porque as naturais são muito mais raras, possuem brilho natural e também possuem a variedade esférica, as quais são muito procuradas para confecção de joias. Por isso uma única pérola pode valer 5 mil reais.

Realmente é um processo incrível, e o que mais destaca a pérola original é o brilho nítido e saudável, aquele natural. O brilho é uma das formas que os joalheiros têm de descrever o tipo de luz refletido por uma pedra preciosa. O brilho de uma pérola é parte do que a torna tão bonita, e as pérolas de qualidade deverão ter um brilho claro e nítido que faça com que elas reluzam ao serem atingidas pela luz. Se olhar de perto, você deverá ser capaz de ver seu reflexo na superfície da pérola. E assim somos nós, quando somos capazes de curar a nossa ferida, com várias camadas de amor e perdão, e essa ferida vai se transformando em uma linda joia rara. E à partir de então, nos tornamos luz, com um brilho vívido e reluzente. O que há de mais bonito em alguém é o seu brilho, é a sua forma de iluminar os outros a sua volta, é ser cheio de vida. Mas precisamos respeitar o processo, o nosso tempo de “maturação”, ninguém é igual a ninguém, não somos raros, somos únicos.

Não seja uma ostra vazia e machucada. Um ressentimento guardado é uma ferida aberta. Ostras felizes não fazem joias, só quando feridas enfeitam a história. Quis trazer essa história da pérola, para dizer à você para não ser aquele tipo de pessoa que foi ferida e por isso fere os outros, mas sim, aquela pessoa que transformou a sua feriada, na sua maior superação, e por isso, brilha e transforma o ambiente a sua volta. E quando os outros te encontram, percebem que você tem um lindo tesouro guardado, que é precioso, principalmente para àqueles que reconhecem e sabem do seu valor. Busque seu brilho natural, o seu tempo de maturação, e quando estiver pronto, se abra novamente para o novo!

Telegram

Instagram

YouTube

Deixe seu comentário

Acesse nosso grupo de notícias