Menu Lange
Menu Direita

Julho: metade do ano e agora?

1 Bilhete | 1 Bilhete com Fabiane Padova | 06/07/2021 09:41
Julho: metade do ano e agora?
Compartilhar no Whatsapp
Visualizações: 1099

Iniciamos julho, ou seja, o segundo semestre do ano e, com ele, o questionamento: o que eu fiz até agora?

Um questionamento pertinente, porém, muitas vezes pode trazer tristeza e sensação de não ter feito nada.

Finalizar o ano com essa sensação pode causar um período de festas ruins, marcado pela tristeza e frustração. Este sentimento pode se agravar, se for recorrente, levando a insatisfação pela vida e desenvolvendo quadros depressivos.

Por isso, separamos dicas práticas do que fazer para evitar que um ciclo termine com a sensação de “não ter feito nada”. Veja a seguir:

– Tenha metas de curto, médio e longo prazo: traçar metas é a regra de ouro do desenvolvimento. Para isso é necessário avaliar o estado atual, ou seja, os pontos positivos e os pontos que precisam de mudança. Após isso, é hora de definir as metas e criar estratégias para atingi-las.

– Tome decisões e atitudes: é necessário estar em movimento, um passo de cada vez.

– Liste suas prioridades e execute-as.

– Entenda que tudo é um processo com altos e baixos, vitórias e derrotas. Aceite o processo.

– Lembre-se que mudanças não ocorrem “da noite para o dia”, elas levam tempo e exigem esforço e dedicação.

– Acredite em você e no seu potencial.

– Por fim, mudar o que causa dor vale a pena. Todo esforço é recompensado.

Pode estar difícil e ruim hoje, mas isso não quer dizer que precisa permanecer assim. A melhor oportunidade que recebemos é a oportunidade de mudar e, sim, nós podemos mudar o que quisermos e quando quisermos, basta querer!

Na dúvida, procure ajude. Não aceite o sofrimento, mude!

Fabiane Padova – Psicóloga Clínica
CRP 12/16382
(49)9 9999-9339

 

Deixe seu comentário

Acesse nosso grupo de notícias