Menu Lange
Menu Direita

Diário da Pandemia – 702º dia:

Diário da Pandemia | Diário da Pandemia | 20/02/2022 13:55
Diário da Pandemia – 702º dia:
Compartilhar no Whatsapp
Visualizações: 1783

A sexta-feira, antecedendo mais um confiante final de semana, teve sua dose de atividade (moderada, como manda o “figurino” da locomoção reduzida). Assim, houve a tradicional sessão de fisioterapia, mesclada com boas visitas aos parceiros do site. Agora, com o final de semana chegando às nossas portas e fevereiro já tendo ultrapassado sua metade, voltamos nossas atenções para novos projetos, que serão levados a cabo no novo mês. Como sempre, persigamos o caminho do bem!

Ao longo de quase 550 textos de Diário da Pandemia, pudemos abordar as mais variadas temáticas, com especial destaque para os assuntos que dizem respeito ao comportamento humano. Hoje, então, o tema “vem bem a calhar” para o conturbado momento que ainda vivemos: “sejamos tolerantes!”

Em síntese, a tolerância corresponde ao ato ou efeito de tolerar, à condescendência. Por isso, está no campo das chamadas virtudes humanas. Aliás, uma virtude deveras importante, porém muito em falta.

Afinal, cada vez mais, observamos as pessoas serem intolerantes umas com as outras. Muitos, nesse aspecto, deixam a tolerância de lado para tentar fazer valer, à força, seus desejos e vontades.

E o intolerante impera em todas as “searas” da existência: no trânsito, nas filas, nos mercados, nos hospitais, nas praças e parques, para ficar em alguns lugares comuns. Parece que ele, só ele, tem a razão, sempre. Muito triste isso.

Sejamos tolerantes, portanto, deveria ser uma espécie de lei, que, não sendo seguida, teria fortes sanções ao sujeito intolerante. Acima de tudo, sinto que precisamos ser tolerantes para podermos conviver saudavelmente em sociedade. Recordem o fato triste que ocorreu esses dias no Paraná: por falta de tolerância (e juízo também), quatro pessoas mataram-se em um tiroteio por disputa de terras.

E você, caro amigo, costuma ser tolerante ou intolerante?

A nova sugestão de leitura para hoje é “As leis invisíveis do dinheiro” (Ricardo Melo). Nesse livro, o autor observa que todos necessitamos de dinheiro, a fim de viver bem e realizar nossos sonhos e projetos. Assim, ele orienta que o dinheiro faz parte da vida de pessoas boas e do desenvolvimento de todos. Por isso, há várias leis invisíveis que guiam o aspecto monetário.

Bom fim de semana!

Deixe seu comentário

Acesse nosso grupo de notícias