Menu Lange
Menu Direita

Autenticidade não serve pra nada

Michelle Sofiatti – Personal Branding | Michelle Sofiatti - Personal Branding | 07/11/2020 08:26
Autenticidade não serve pra nada
Compartilhar no Whatsapp
Visualizações: 2089

Exatamente isso. De que adianta saber tudo sobre autenticidade se você não usa? Ou você acha que é autêntico, mas na verdade não é! Em busca de aceitação, muitas pessoas fingem ser o que não são. Fingem ser melhores, mais talentosas, saber mais, ou gostar de algo que não gostam em busca de aceitação. E isso é algo inválido, porque no final das contas, o que a pessoa procura é o senso de pertencimento e a aprovação da sociedade.

Muita gente é altamente influenciável. Fazem o que os outros dizem, mesmo quando acham que isso não faz sentido. Mas na maioria das vezes, nem nós sabemos ao certo se estamos sendo autênticos ou não. Existe a falsa autenticidade, que é aquela aonde só se tem uma mudança externa, física, o que até pode causar uma percepção diferenciada pelas pessoas, mas o seu verdadeiro valor não é comunicado. E a autenticidade de valor, que é aquela que gera transformação, que nos difere dos demais, que tem essência e singularidade, é aquela vem de dentro e do encontro com nosso verdadeiro EU.

O ponto chave está na maneira COMO você faz, e como você entrega algum produto ou serviço, porque isso te torna único e te faz se destacar em meio ao rebanho, aonde todos falam, falam, e ninguém escuta nada. A força desse atributo pode vir à tona para qualquer um, mas cada pessoa precisa encontrar sua própria maneira de conquistá-lo. O que precisamos exercitar são as perguntas e não as respostas. Se não encontramos alguma resposta, é porque estamos fazendo as perguntas erradas. São elas que movem o mundo e nos possibilitam descobrir a nossa verdadeira identidade, e assim nos permitir sermos autênticos de fato.

A autenticidade nos convida, em primeiro lugar, a um questionamento sobre os significados da palavra sucesso para cada um. Não importa o caminho que você optou em seguir, o que importa é que as escolhas e sinais emitidos, estejam de acordo com a sua personalidade. Pessoas autênticas levantam e colocam sua voz pra fora. Preferem dizer o que pensam em vez de buscar dizer algo, simplesmente pelo fato de ser aceito. Elas ouvem as opiniões dos outros, mas sabem que a decisão final está consigo mesma, buscando ser verdadeira consigo e com os seus próprios sentimentos e emoções.

Aqui vão 7 dicas para ser uma pessoa com mais autenticidade: mostre o que você realmente é, sem fingimentos, e para isso é importante que você se conheça, e saiba ainda o que realmente te agrega valor; expresse o que você realmente pensa; exponha o que você está sentido sem medo da rejeição; ouça sua intuição na hora de tomar uma decisão; desenvolva a convicção e a autoconfiança no seu jeito de ser; lembre-se que agradar sempre os outros não é tão importante, e evite comparações com outras pessoas. Quando optarmos por efetuar o resgate do ser autêntico que habita dentro de cada um, perceberemos que isso é um exercício contínuo, em que a comunicação do nosso eu interior com o exterior devem estar conectados e alinhados, para que sejam expressados os verdadeiros sentimentos e valores. Autenticidade é como descascar uma cebola: são várias camadas que precisam ser retiradas para revelar o que há dentro. Você já começou a descascar a sua cebola? Para acompanhar mais de perto minhas aventuras e insights, te convido a me acompanhar nas redes sociais, aonde divido dicas diárias sobre desenvolvimento pessoal, midset e construção de uma marca pessoal:

 

Telegram, Instagram, YouTube

 

Deixe seu comentário

Acesse nosso grupo de notícias